Google+ Badge

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Favela é Isso Aí lança 2º Festival Nacional de Vídeos

Favela é Isso Aí lança 2º Festival Nacional de Vídeos



A ONG Favela é Isso Aí realiza a 2º Edição do Festival Nacional de Vídeos Favela é Isso Aí - Imagens da Cultura Popular Urbana. O principal objetivo do festival é apoiar e divulgar a produção audiovisual sobre a cultura das comunidades de baixa renda, vilas e favelas. Outra proposta é promover o intercâmbio e a reflexão sobre a diversidade cultural das periferias de Minas e do Brasil.

Este ano o festival é realizado sem patrocínio, mesmo assim mantém os prêmios. "O festival é muito importante em vários aspectos: de um lado, como oportunidade para que uma série de projetos sociais, coletivos artísticos e produtores das periferias mostrem sua produção, que, aliás, é crescente e consistente. Por outro lado, é um festival que integra o Brasil todo, que se insere na linha dos festivais de realizadores populares, como o Visões Periféricas, no Rio de Janeiro, o CINECUFA, em Brasília e o KinoOikos, em São Paulo. Por estes e outros motivos, mesmo com todas as dificuldades, mesmo sem patrocinador, o Favela é Isso Aí decidiu realizar a segunda edição do Festival e já tem confirmada a participação de representantes dessas organizações parceiras de outros estados", explica Clarice Libânio, coordenadora da ONG.


Sobre os filmes
Serão aceitos vídeos com duração de três a 15 minutos, inéditos, filmados entre 2008 e 2009 , em qualquer tipo de suporte dv-cam, beta, vhs, película, celular, etc. Podem se inscrever filmes realizados em qualquer formato, desde que enviadas cópias para exibição em Mini DV ou DVD.

Prazos
A inscrição eletrônica (via site) pode ser feita até o dia 03 de agosto. O envio das cópias por correio deverá ser feito impreterivelmente até o dia 10 de agosto. O resultado com os nomes dos vídeos selecionados para as mostras será divulgado pela internet até o dia 14 de setembro. As mostras paralelas e a mostra competitiva serão realizadas em outubro, quando serão conhecidos os vídeos vencedores. As mostras itinerantes continuam em novembro.

Mostras
O Festival Favela é Isso Aí - Imagens da Cultura Popular Urbana terá uma mostra competitiva e mostras paralelas, com realizadores convidados pela organização do festival.
Para a mostra competitiva, serão selecionados e premiados filmes, produzidos em qualquer formato e linguagem, que tenham as comunidades de periferia como foco principal. Os vídeos devem retratar a cultura das comunidades periféricas ou podem ter temáticas variadas, desde que produzidos durante oficinas e projetos sócioculturais realizados em vilas e favelas. Além da premiação para os primeiros colocados, os vídeos selecionados participarão das mostras itinerantes do Festival, nos centros culturais de Belo Horizonte, e, caso seja de interesse e autorizado pelo participante, poderão ser disponibilizados para visualização e download gratuito no site da ONG.
Prêmios
Serão atribuídos três prêmios, no valor de R$ 1.500,00 cada, em espécie ou em equipamentos, com o intuito de fomentar a criação audiovisual nas comunidades. Além dos três prêmios, poderão ser concedidos prêmios extras, por parceiros do Festival, em especial para filmes melhor votados pelo público presente às várias seções do festival.
Festival 2008
A primeira foi realizada no ano passado. Dos 118 filmes inscritos de todo Brasil, 38 foram selecionados para a mostra competitiva, que assim como a paralela, foi realizada no Usina Unibanco de Cinema, no centro da capital. A mostra itinerante foi realizada nas nove regionais da cidade, nos centros culturais. Na Categoria Imagens na Periferia, o filme premiado foi Cidade de Plástico, da diretora Liliane Sena, de Salvador. Na categoria Singular venceu 788 que tem na direção Fiell e Bruno Thomassin, do Rio de Janeiro. O vencedor na categoria Arte e Cultura Popular foi o filme Quarteirão do Soul de Davi Zocoli, de Brasília. E o público escolheu o filme Bibica, de Belo Horizonte, que levou o premio Júri Popular. Ainda foram concedidos dois prêmios de menção honrosa: um para o filme Guerreiras do Brasil, de Cacau Amaral e outro para Fábio Feter pela excelência e inovação do conjunto da obra inscrito e selecionado para o festival. Os premiados nas categorias Singular, Imagens na Periferia, Arte e Cultura Popular e Júri Popular receberam além do Troféu, prêmio no valor de R$ 1.500.
SUGESTÃO DE FONTE
Clarice Libânio - coordenadora da ONG Favela é Isso AíMais informações: (31) 3282-3816 / www.favelaeissoai.com.br

Nenhum comentário: