Google+ Badge

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Monsanto é acusada de comprar exército mercenário


Postado por Daniela Novais 11:27:00 22/07/2013 


Crédito : Reprodução
Segundo reportagem do jornalista Jeremy Scahill, publicada no jornal The Nation  a multinacional Monsanto teria comprado o maior exército mercenário do mundo, o "Blackwater Academy”, que presta serviços de inteligência clandestinamente. O exército se chamava “Xe Services”, mas em 2009 foi rebatizado depois de se tornar famoso no mundo, com inúmeros relatos de abusos no Iraque, incluindo os massacres de civis. 
Segundo Scahil, o Blackwater continua sendo o maior contratante privado do Departamento de Segurança de Estado dos Estados Unidos e pratica o terrorismo de estado dando ao governo estadunidense a oportunidade de negar a autoria. O jornalista afirma ainda que oficiais da CIA e ex-militares trabalham para a Blackwater através de empresas criadas para desviar a atenção da má reputação do exército mercenário e ganhar mais lucro vendendo os seus serviços-que vão nefastas de informação e inteligência para infiltração, lobby político e treinamento paramilitar - para outros governos, bancos e multinacionais corporações. 
Monsanto - De acordo com Scahill, os negócios com multinacionais, como a Monsanto, Chevron, e gigantes financeiros como o Barclays e o Deutsche Bank, são canalizados através de duas empresas de propriedade de Erik Prince, dono da Blackwater: Total Intelligence Solutions e Terrorism Research Center. Esses diretores e conselheiros fazem parte da Blackwater. 
Um deles, Cofer Black, conhecido por sua brutalidade como diretor da CIA, foi quem teria contatado a Monsanto em 2008, e firmou contrato para espionar e se infiltrar em organizações de Ativistas dos direitos dos animais, atividades anti-transgênicos e outras de interesse da gigante de biotecnologia. 
O executivo Kevin Wilson da Monsanto se recusou a comentar, mas confirmou a The Nation que tinham contratado o Total Intelligence em 2008 e 2009, segundo a Monsanto somente para manter o controle de “divulgação pública” de seus adversários. Ele também disse que a Total Intelligence era uma “entidade completamente separada da Blackwater”. 
Scahill refuta a afirmação com cópias de e-mails de Cofer Black, após a reunião com Wilson para Monsanto, a outros ex-agentes da CIA, a partir de endereços eletrônicos da Blackwater, que comprovariam que a Total Intelligence havia se tornado “braço de inteligência da Monsanto, espionando ativistas e outras ações, incluindo o nosso povo para integrar legalmente esses grupos. Total Intelligence Monsanto pagou 127 mil dólares em 2008 e US $ 105.000 em 2009”. 
Bill Gates - Quase simultaneamente com a publicação do artigo em The Nation, a Via Campesina informou a compra de 500.000 ações da Monsanto, por mais de US$ 23 milhões por Bill e Melinda Gates, que controlam mais de 90% da quota de computação proprietária e Monsanto, que por sua vez controla cerca de 90% do mercado mundial de sementes transgênicas e sementes comerciais. 
Como a Monsanto, a fundação dos Gates também está envolvida na tentativa de destruir agrícolas rurais em todo o mundo, principalmente através da "Aliança para uma Revolução Verde na África" ​​(AGRA) e funcionaria como um cavalo de Tróia para despojar os agricultores africanos pobres de suas sementes tradicionais, substituindo-os com as sementes de suas empresas em primeiro lugar, finalmente, geneticamente modificado (GM). Para este fim, a Fundação teria contratado Robert Horsch em 2006, o diretor da Monsanto.  
Segundo o Southweb Blogging Around, a Blackwater Academy, a Monsanto e a Fundação de Gates representam a máquina de guerra do planeta e a maioria das pessoas que o habitam, são camponeses, comunidades indígenas, pessoas que querem compartilhar informações e conhecimentos ou qualquer outra que não quer estar em a égide do lucro e da destruição do capitalismo.

Nenhum comentário: