Google+ Badge

segunda-feira, 14 de março de 2011

Matéria do Jornal o TEMPO criminaliza os pobres e é omissa sobre as conquistas sociais da Ocupação Dandara

Matéria do Jornal o TEMPO criminaliza os pobres e é omissa sobre as conquistas sociais da Ocupação Dandara
Quem se posiciona contra ou a favor à Reportagem do Jornal O TEMPO, de 13/03/2011, criminalizando e satanizando a Comunidade Dandara, no Céu Azul, em Belo Horizonte, MG, deveria se identificar e não escrever apenas o nome. Acompanho Dandara desde o dia 09/04/2009. Conheço muito do que acontece lá e por isso defendo a Comunidade Dandara. O Jornal O TEMPO fez uma grande injustiça: generalizou casos isolados. Em nome da verdade, é preciso ser dito: 1) O terreno - um latifúndio urbano de 360 mil metros quadrados - estava abandonado há décadas; ocioso, não cumpria a função social da propriedade. 2) A maioria esmagadora que foi para a Dandara estava crucificada pela cruz do aluguel, sobrevivendo em áreas de risco ou marginalizados pela falta de uma política habitacional séria em Belo Horizonte. Faltam mais de 55 mil moradias para 55 mil famílias só em BH. 3) As Brigadas Populares ajudaram e ajudam a organizar os pobres para lutar pelos seus direitos constitucionais. Os defensores do status quo capitalista só toleram os pobres de mãos estendidas pedindo migalhas, mas ficam irritados quando os pobres lutam por direitos, o que os incomodam. 4) A COPASA só ligou um hidrômetro na Dandara, embora a comunidade esteja reivindicando 887 hidrômetros, um para cada família. Pela única conta da COPASA cada família ajuda com 15 reais para pagar a conta no final do mês. A CEMIG, mais insensível que a COPASA, não autorizou a ligação de nenhum padrão de energia. É claro que o povo tinha que fazer gato. Uma pessoa que cobrou por alguns meses pelos fios elétricos usados para instalar um gato foi proibida de cobrar mensalidade. Diante da necessidade, tudo se torna comum. Mais: Os jornais de Minas já publicaram que quem mais faz gato de energia não são os pobres; são pessoas de classe média, da elite e empresas/indústrias. Pior: Quem mais rouba energia em Minas é a CEMIG, pois rouba energia dos pobres e das famílias mineiras ao manter a tarifa mais cara do Brasil, a 5a mais cara do mundo. 6) A Construtora Modelo tinha perdido a posse da propriedade, pois o terreno estava abandonado. E estava devendo milhões em IPTU. 7) Espero que esta reportagem de O TEMPO que, covardemente, criminaliza a Comunidade Dandara, não seja a ante-sala do despejo. O povo dandarense sabe que se o Tribunal tivesse seguido os princípios constitucionais da dignidade humana, do republicanismo, da função social da propriedade e do direito à moradia, uma reintegração de posse não poderia ser expedida. Se tentarem fazer despejo, o povo vai resistir e poderá acontecer um grande massacre na capital mineira. Despejo não é solução e poderá ser a inauguração de um problema muito maior. Problema social se supera com política pública e jamais com repressão. 8) Estamos clamando por diálogo com o prefeito Márcio Lacerda, com o Governador Anastasia e com o Poder Judiciário. Só isso trará solução para o conflito que se instalou a partir de 09/04/2009 na Comunidade Dandara. 9) Por que a repórter Magali e o Jornal O TEMPO não falaram de tantas coisas positivas que existem e estão sendo construída em Dandara? Por exemplo: a) Centro Comunitário, b) Coletivo de Educação do MOVA, c) Coletivo de Saúde, d) Igreja Ecumênica (em construção), e) mais de 200 hortas nos quintais; f) projeto urbanístico com Av. Dandara e Ruas com nomes de pessoas lutadoras, g) espaço para praças, creche e posto de saúde, h) horta comunitária (em construção), i) centenas de pessoas que estavam doentes resgataram a saúde, j) resgate da esperança e perspectiva de futuro, l) tanta solidariedade e espírito de luta, m) uma grande Rede de Apoio externo, até apoio internacional, n) Muitas pessoas que hoje são cidadãs, lideranças lutadoras que lutam pela construção de uma cidade (e sociedade) que caiba todos.

Eu sou frei Gilvander Luís Moreira, mestre em Exegese Bíblica, professor de Teologia Bíblica e assessor da Comissão Pastoral da Terra – CPT -, integrante da Rede de Apoio às Comunidades Dandara, Camilo Torres e Irmã Dorothy.

Sugiro que vocês, se tiverem tempo, leiam a matéria e deixe COMENTÁRIOS LÁ no site do Jornal O TEMPO também. O link é o que segue:
http://www.otempo.com.br

Nenhum comentário: